Quem está ou já esteve na mesma situação que eu, nesta loucura das mudanças?

Empacotar todas as nossas coisas, carregar  móveis e ter de abandonar aquele espaço que nos traz  tantas memórias é um processo na verdade super cansativo e enfadonho, pelo menos para mim. Custou me a despedir daquele espaço ao qual chamei de lar durante vários anos. 

Quando mudei para a nova casa não podia ter mais caixas, espalhadas no chão, enfim uma enorme confusão e ter que começar a organizar tudo nos novos armários, readaptar os móveis, as carpetes, tudo ao novo espaço, tornou-se uma tarefa mais difícil que empacotar e carregar tudo como feito inicialmente na mudança. 

Durante a primeira semana, na verdade foi um pandemónio, não conseguia encontrar nada à primeira e estando a trabalhar sobrava pouco tempo para me dedicar ao novo espaço.

Mas fui arrumando aos poucos, tudo a seu tempo. A satisfação de começar a ver as coisas a normalizar é incrível. Claro, ainda tenho muito trabalho pela frente, mas pelo menos os caixotes já desapareceram. Agora vou dando um jeito aos móveis e acabei por os pintar na maior de branco. Como a minha nova casa é mais pequena, pretendo criar luminosidade e aproveitar para renovar.

                                                                                                                       

Quanto às cortinas e às carpetes,também tive que as reajustar. Algumas acabei por dar, outras mandei as cortar. Por ex. no meu quarto, acabei por usar o mesmo tapete, pois estava praticamente novo, apenas mandei cortei por medida, porque o quarto era mais pequeno. Os tapetes de casa de banho optei por mandar cortar em formato redondo. 

Na Tapeçarias Ellegance, para além de vendermos carpetes, também podemos renová-las por medida e/ou  lavá-las ajudando-te na renovação da tua nova casa!

Bárbara Brandão